Buscar
  • CEFFA Saúde

Sinto dores nas minhas articulações. O que fazer?

As articulações são estruturas complexas que incluem extremidades ósseas, cartilagem, membrana sinovial, ligamentos, tendões e bursas. A dor nas articulações pode ocorrer com ou sem movimento e muitas vezes é descrita pelo paciente como desconforto, inflamação, sensação de queimação ou rigidez.


As dores articulares podem ser causada por vários tipos de lesões ou doenças como por exemplo: • Doenças autoimunes, como artrite reumatoide e lúpus • Gota (especialmente no dedão do pé) • Gripe • Doença de Lyme • Sarampo • Caxumba • Parvovirose • Febre reumática • Rubéola • Varicela (catapora) • Lesões, inclusive fratura • Tendinite • Esforço fora do normal ou uso excessivo, incluindo tensões ou torções.


Porém, o diagnóstico mais frequente é de Osteoartrite, também definida por Osteoartrose e Artrose, um processo normal de envelhecimento. Pode manifestar-se em qualquer articulação sinovial do corpo e é caracterizada pela degeneração do espaço articular, dor e perda de movimento. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, representa entre 30% a 40 % dos motivos das consultas em ambulatórios de Reumatologia e é necessário fazer um exame de imagem para confirmar o diagnóstico.

É comum que o paciente ao olhar seu exame de imagem, com todos aqueles nomes, fique assustado, porém é importante identificar que é um processo normal do envelhecimento. Muitos desses sinais fazem parte do processo de mudança por estarmos vivos e não precisa impedir que a pessoa leve uma vida completamente ativa. É comprovado por muitas pesquisas quem nem sempre a dor tem relação direta com achados de imagem, ou seja, é comum ver nomes como “artrose, “degeneração” no exame de imagem de um praticante de Yoga, mesmo fazendo todos aqueles alongamentos, e mesmo assim a pessoa pode não sentir dor.



A Fisioterapia atua no tratamento da Osteoartrite proporcionando um alívio da dor e rigidez articular, equilíbrio muscular e aumento da funcionalidade.




É muito comum que os pacientes não pratiquem atividade física por medo que sua dor piore e por isso, muitas vezes, levam uma vida sedentária, mas o corpo precisa de movimento e o corpo em movimento ajuda a regular a pressão sanguínea, nível de açúcar e entre outros fatores no sangue, além da liberação de hormônios como a endorfina que controla o bem-estar e sensação de prazer.

Juntando os benefícios do exercício físico e a fisioterapia podemos trabalhar o bem-estar e a reabilitação funcional do paciente em conjunto.


Dra. Aline Chaves.

0 visualização

Siga

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Branca ícone do YouTube

​© 2019 por CEFFA Saúde. 

recepcao.ceffa@gmail.com