Buscar
  • CEFFA Saúde

Você dorme bem?

A insônia é um dos distúrbios mais comuns do sono, com uma prevalência de 40% em adultos. Em geral, acredita-se que 10% a 15% da população adulta sofre de insônia crônica, e mais 25% -35% têm insônia transitória ou ocasional.


O tempo necessário para um sono reparador varia de uma pessoa para outra. A maioria, porém, precisa dormir de sete a oito horas para acordar bem disposta.

É uma doença comumente encontrada como resultado de tempo de sono insuficiente e má qualidade do sono, o que torna as pessoas incapazes de se livrar do cansaço e restaurar a força física e energética. Nos casos mais leves, manifesta-se pela dificuldade em adormecer, sono agitado, dormir e acordar várias vezes durante a noite, ou incapacidade de adormecer novamente depois de acordar; enquanto que, em casos graves, a insônia pode durar toda a noite.

Devido ao tempo de sono insuficiente e de má qualidade, as pessoas muitas vezes têm, durante o dia, cansaço, tontura, dor de cabeça, falta de memória, palpitação e/ou inquietação, podendo ainda perpetuar dores de origem musculoesqueléticas, tornando-as crônicas.

Os medicamentos comumente usados incluem agentes sedativos hipnóticos, mas podem causar efeitos adversos, tais como danos à memória, resistência a drogas, dependência e vício. Terapias não medicamentosas incluindo a acupuntura e auriculoterapia são comumente usadas por pacientes com insônia.

A maioria dos estudos demostraram que a acupuntura é significativamente superior ao tratamento medicamentoso, em melhorar os parâmetros da qualidade do sono e a duração deste, e a combinação de acupuntura e outras intervenções parece ser mais eficaz do que estas intervenções sozinhas.


Algumas mudanças nos hábitos de vida também podem ajudar no tratamento da insônia: evitar estimulantes como chás e café, evitar estudo ou trabalho mental excessivo sem uma pausa, não comer muito tarde e não utilizar aparelhos eletrônicos antes de dormir, pois a luminosidade emitida por estes aparelhos nos deixam muito alertas para pegar no sono.

Para a Medicina Chinesa, o sono é essencial para repor o Yin e, se não dormimos bem, causamos um desequilíbrio entre o Yin e o Yang. A acupuntura é, então, utilizada para reequilibrar a energia do corpo.

A união entre mudança de hábitos e o reequilíbrio energético do corpo são vitais para alcançar a qualidade de sono adequada para as demandas do dia-a-dia. A Medicina Chinesa tem papel fundamental no retorno à funcionalidade do sono.


Dra. Erika Xavier

0 visualização

Siga

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Branca ícone do YouTube

​© 2019 por CEFFA Saúde. 

recepcao.ceffa@gmail.com