Buscar
  • CEFFA Saúde

Tem dor nas costas? Venha saber como o Pilates pode te ajudar!

A dor lombar é a condição musculoesquelética mais prevalente e uma das causas mais comuns de incapacidade nos países desenvolvidos.


A lombalgia inespecífica, que representa 90% dos casos, é definida como dor lombar não atribuída a uma patologia específica, sendo 85% sem envolvimento do nervo ciático. Tais sintomas podem estar relacionados com estresse de estruturas da coluna como ligamentos, capsulas articulares e músculos causado por déficit postural em atividades diárias, perda de mobilidade vertebral específica ou global, falha no controle neuromuscular, fatores psicossomáticos, etc.

Tendo em vista o exposto acima, é fortemente aconselhável o parecer de um profissional fisioterapeuta especializado, já que este é capaz de avaliar as diferentes variáveis envolvidas no movimento e na função de sustentação da coluna vertebral, a fim de traçar a melhor estratégia terapêutica para cada caso. Dentre as opções de tratamento conservador temos repouso relativo, que consiste em retirar fatores particulares que causam mais estresse à coluna, mobilização e manipulação vertebral, exercícios específicos de mobilidade e estabilidade, educação quanto ao comportamento da dor e medidas preventivas e movimentos especiais para estruturas neurais como meninges e nervos periféricos. O tratamento médico baseia-se em medicação anti-inflamatória, analgésica, relaxante muscular, redutores do potencial neural e cirurgia.

O método Pilates tornou-se recentemente uma forma popular de exercício recomendado para indivíduos saudáveis e aqueles envolvidos em reabilitação. A literatura define o método Pilates como um exercício de mente-corpo que se concentra na ativação do Power House, que é a junção dos grupamentos musculares estabilizadores do tronco, o controle motor, respiração, força, flexibilidade e postura. Os exercícios são facilmente adaptados às condições do paciente, respeitando as características e habilidades individuais.



Os exercícios do Pilates se concentram na Estabilização Segmentar através da musculatura profunda do tronco e do assoalho pélvico, bem como a mobilização global. Estes grupos musculares, em particular o transverso abdominal e multífidos, estão geralmente inibidos em pacientes com dor crônica lombar, sendo muitas vezes substituídos por placas de gordura, segundo pesquisas recentes, e sua ativação através da prática de Pilates tem sido associada a melhora da dor lombar crônica.

O consenso nas pesquisas sugere que o método Pilates é eficaz na redução da dor e incapacidade em curto prazo. Em outras palavras, o exercício ajuda no tratamento da dor crônica, mas ainda não está claro exatamente quais fatores ou tipos de exercícios podem ser responsáveis por tais melhorias.

O método Pilates, usando exercícios funcionais, melhora a força muscular, resistência e controle motor. Durante a prática, o nível destes exercícios aumenta, semana após semana e, consequentemente, determina uma importante melhora do controle postural. Para tratamento da dor lombar crônica, tem sido sugerido que as sessões de Pilates sejam realizadas 2-3 vezes por semana, durante 3-6 meses, e devem ser complementadas por exercícios domiciliares.


No CEFFA Saúde contamos com aparelhos modernos e diferenciados no mercado, aliado a uma equipe de profissionais altamente capacitados e especializados em avaliar e propor o melhor tratamento para a lombalgia. Venha fazer uma aula experimental e conheça nossa metodologia de trabalho!


Dra. Erika Xavier

0 visualização

Siga

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Branca ícone do YouTube

​© 2019 por CEFFA Saúde. 

recepcao.ceffa@gmail.com